Infelizmente a disfunção erétil (impotência sexual) cresceu em homens aracajuano e em homens de todo o país.

Segundo a OMS, mais de 30% dos homens brasileiros sofrem com esse transtorno sexual que muitas vezes pode ser muito vergonhoso.

A disfunção erétil é quando o homem tem a dificuldade de obter ou manter uma ereção. Apesar de isso ser normal em vez em quando, se isso acontecer frequentemente é sinal que você sofre desse problema.

Felizmente, existem muitos tratamentos para a disfunção erétil. Por isso, procurar um médico é o primeiro passo para a cura desse transtorno sexual.

Causas

Disfunção erétil

Existem muitos motivos que podem causar a disfunção erétil.

A má alimentação, o sedentarismo, o excesso de peso e altos níveis de ansiedade, estresse e depressão são as principais causas do problema.

Por esse motivo, ter uma alimentação balanceada e um estilo de vida saudável é o que se deve fazer para prevenir ou tratar a doença.

Sem dúvidas, o excesso de ansiedade é a principal causa da disfunção erétil. Isso acontece por que a ansiedade em excesso libera altos níveis de adrenalina na corrente sanguínea. Esse hormônio faz com que os vasos sanguíneos fiquem mais estreitos e, por isso, o sangue tem dificuldades para chegar até o pênis.

Homens que possuem problemas vasculares também podem correm mais riscos de sofrer com a disfunção erétil. O motivo é que a ereção depende do fluxo de sangue para o pênis, qualquer condição que atrapalhe esse processo pode ser a causa do problema.

Embora seja ignorado por homens aracajuano, o consumo de álcool em excesso provoca o relaxamento dos músculos deixando o pênis incapaz de manter uma ereção, com isso os músculos não conseguem se manter tensionados.

O tabagismo também pode acarretar em sérios problemas sexuais. Isso acontece por que o tabaco causa sérias alterações no sistema vascular, podendo impedir a chegada do sangue até o pênis.

Como tratar a impotência?

A procura de algum remedio para impotência cresce entre Homens aracajuanos e do Brasil inteiro.

Porem, o primeiro passo para o tratamento desse problema é procurar um profissional adequado. No entanto, muitos homens ainda tem vergonha e medo em procurar um médico.

Mas é somente ele que vai avaliar o pênis em busca de algum sinal que pode indicar uma causa para seu problema. E é a partir dessa avaliação que é possível identificar problemas como doença de Peyronie, hipogonadismo ou hiperprolactinemia, entre outros.

Além disso, é o médico que pode pedir exames de sangue e urina para determinar se há problemas como colesterol alto, níveis altos de glicose na corrente sanguínea, níveis baixos de testosterona, entre outros.

Para o tratamento para disfunção erétil, é fundamental o homem mudar seu estilo de vida.

Homens que fumam, bebem e usam drogas devem parar com esses hábitos para conseguir restaurar o fluxo sanguíneo do pênis.

A prática de exercícios físicos é fundamental, pois o exercício estimula a circulação do sangue para o pênis e com mais sangue chegando ao pênis, mais chance ele terá de ejacular. Além disso, o sangue que chega ao pênis ajuda mantê-lo mais ereto durante a relação sexual.

O link abaixo é das principais academia em Aracaju:

https://www.gympass.com/academias/em/se/aracaju

Embora usada em último caso, a injeção peniana pode ser usada durante o tratamento. Essa injeção aumenta o fluxo sanguíneo e permite a ereção.

O procedimento de colocar uma prótese peniana também pode acontecer. Porem é para casos muitos extremos.

Em geral, as próteses consistem em dois cilindros sintéticos que são colocados dentro dos corpos cavernosos do pênis. Assim, facilita o processo erétil na relação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *