WebDesign
Aracaju
Sergipe
Turismo
Eventos
Galeria Virtual
Livraria Online
Album
Notícias
Cartões Postais
Livro de visitas
Compras em Aracaju
Fale Conosco
Home


Cadastre-se para receber regularmente notícias de Aracaju via e-mail.


Gostaria de levar o nome de sua cidade em seu e-mail, tipo: nome@aracaju.com?


A sua cidade está cada dia mais bonita.
Fizemos algumas fotos, pra você matar as saudades.


Você tem interesses em Aracaju ou em algum lugar em Sergipe nos quais possamos ser uteis, escreva pra nós.


Envie cartão postal com imagens de Aracaju. Quem receber, vai adorar conhecer um pouco de nossa cidade.

Ponte do Imperador

Editado em 26/06/99
Baseado em:
Sergipe e seus Monumentos
[José Anderson Nascimento]

Com a notícia da visita do Imperador do Brasil D. Pedro II e respectiva comitiva à cidade do Aracaju, o então Presidente da Província de Sergipe del Rei, Dr. Manuel da Cunha Galvão, tomou imediatas providências no sentido de que fosse construída uma plataforma de desembarque na margem do rio Sergipe (na época conhecido como Cotinguiba) em frente ao Palácio, na atual Praça Fasto Cardoso. Encarregou-se da construção dessa Ponte, hoje Ponte do Imperador, o engenheiro Pedro Pereira de Andrade que, segundo documento da época, prestou o serviço gratuitamente, sem a menor vantagem pessoal.

Primitivamente, era composta de duas partes: uma de alvenaria e outra de madeira; as estacas e as madres em barrotes de lei de primeira qualidade e assoalho em pranchões de pinho.

A inauguração desse monumento que tem sido venerado pelos aracajuanos das várias gerações, ocorreu no dia 11 de janeiro de 1860, data do desembarque do Soberano em solo sergipano. A Ponte estava ornamentada, o seu piso quase todo forrado com tapetes de baeta azul, assim como a escadaria. No mastro, tremulava a Bandeira Imperial.

Essa solenidade, que marcou o desembarque do Imperador Pedro II e conseqüente inauguração da Ponte, foi assinalada por um fato altamente interessante, noticiado pelo Correio Sergipense, com título: O Papagaio Real. Dizia o noticioso: "logo que o APA, sulcando majestoso as águas do Continguiba que abria, após o pavilhão imperial, uma esteira de espuma alvíssima ancorou em frente do Paço, deu-se um fato filho do acaso ou providencial, porém, muito expressivo. Um lindo papagaio, belo, formoso, como os papagaios brasileiros, rutilante nas suas penas verdes e amarelas, talvez ao estrondo das salvas e dos foguetes, soltando-se de sua prisão, ainda com a corrente dependurada no pé, veio atravessando os ares e sentou-se sobre o arco em que termina a ponte feita para o desembarque imperial. Aí, conservou-se ovante pela liberdade que acabava de alcançar, despedaçado a corrente que ainda pendia de um dos pés, e imitando automaticamente, o brado de - VIVA O IMPERADOR- com voz final- IMPERADOR- em sua linguagem confusa, mas, em harmonia com os gritos populares, cujo eco repetia no ar".

A Ponte do Imperador também trouxe benefícios à cidade. Serviu por longos anos para embarques e desembarques de mercadorias, difícil tarefa nas praias de Aracaju, executadas às costas dos homens.

Hoje, depois de alguma reformas, a Ponte do Imperador é larga, sólida e coberta na extremidade por gigantesca plataforma de concreto armado. É importante cartão postal da cidade de Aracaju e ponto turístico destacado em todos os documentos produzidos sobre o Estado.

Ponte do Imperador fotografada por Edel Ferreira

Outros destaques em Aracaju

Cadastre-se para receber notícias regulares via e-mail:

Home | Sergipe | Turismo | Eventos | Galeria Virtual | Album
Livraria Online | Notícias | Livro de Visitas | Cartões Postais
Fale Conosco